Abordagem Humanista Existencial Fenomenológica

maos tocando o simbolo da psicologiaA abordagem humanista existencial da personalidade modificou a psicologia de sua época, pois os psicólogos humanistas se opuseram aos modelos terapêuticos prevalecentes, sendo estes, a psicanálise e a abordagem comportamental.  Os humanistas acreditavam que estes modelos tinham uma visão limitada e negativa do ser humano.
Criticavam Freud, pois entendiam que o mesmo tinha uma visão pessimista do homem, assim, não concebiam a idéia de que o foco em neuroses e psicoses poderia contribuir para desenvolver características e qualidades humanas positivas. Já a crítica dos psicólogos humanistas aos comportamentalistas era que estes tinham pontos de vista limitados e improdutíveis do homem, visto que negavam a consciência e o inconsciente, apenas focando os comportamentos observáveis, e que a ocorrência do comportamento se dá através de respostas condicionadas e estímulos, sendo reações predeterminadas, com isto, na opinião dos humanistas, os comportamentalistas robotizavam o ser humano.
Por sua vez, a abordagem humanista existencial versa que o homem é dotado de poder para escolher e não age segundo os instintos biológicos, ou de seu corpo sob estímulos ambientais físicos, correspondendo assim, a situações que venham ocorrer conforme os contextos em que é inserido como evidenciavam a psicanálise e a psicologia comportamental.
Para os psicólogos humanistas o importante é investigar, o melhor do comportamento humano, as potencialidades, as forças e as virtudes, partindo de uma visão otimista do humano.

Abordagem Humanista quando surgiu?

Artes do período do humanismoA abordagem humanista existencial compõe um movimento da psicologia que surgiu nas décadas de 1960 e 1970. Hoje em dia influencia a psicologia, observando o distanciamento do homem contemporâneo de si mesmo e de relações pessoais significativas.

Abordagem Humanista conceitos

forma masculina fundo de árvoresAbordagem humanista é a junção de existencialismo e fenomenologia constituindo-se assim a partir dos seguintes conceitos: Existencialismo, o homem deixa de ser passivo, é livre e responsável por suas escolhas, ele é o autor de sua história, é quem dá sentido a sua existência. Este homem então busca continuamente se desenvolver, se aperfeiçoar e se sentir integrado consigo mesmo e em contexto social.
E a fenomenologia, em que todo o conhecimento que uma pessoa obtém, origina-se através de sua experiência.
Nesta abordagem o psicólogo não interpreta o conteúdo que a pessoa verbaliza em terapia e esta também não é orientada a modificar algo em si ou em seu comportamento, através da indicação do psicólogo apoiado em modelo ou teoria psicológica. O que importa para o psicólogo humanista é entender a essência das vivências pessoais e como estas se tornam conscientes.

A abordagem humanista tem uma atitude compreensiva e enfatiza o desenvolvimento, buscando o significado da existência pessoal e possibilitando condições para que o ser humano se auto realize, visando a capacidade potencial do homem e valorizando o livre arbítrio.

GD Star Rating
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>