Portadores de necessidades especiais conceito

menino na cadeira de rodas com bola na mão, menina deficiente visual com maquina de escrever, um menino tocando pianoPortadores de Necessidades Especiais são aqueles que apresentam ausência ou deficiência de estrutura ou função psíquica, fisiológica ou anatômica. Podendo ser visual, motor, mental e auditiva.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) pelo menos 10% da população é constituída de pessoas com algum tipo de deficiência. Anteriormente essas pessoas eram identificadas por termos depreciativos como, por exemplo, inválidos, incapacitados, entre outros. O termo Portador de Necessidade Especial (PNE) é atual e objetiva a inclusão, ou seja, igualdade de oportunidades e acesso.

Portadores de Necessidades Especiais na Escola

cadeirante e deficiente visual em frente a escolaA educação especial atua através de referenciais teóricos e práticos que são compatíveis com as necessidades do aluno PNE, requer uma sala de aula organizada, de forma a ser um ambiente adequado ao ensino e aprendizado, com recursos educacionais mais individualizados e professores com formação especializada, compreendendo, dialogando, sendo flexível e tratando com delicadeza.

Portadores de Necessidades Especiais na Atividade Física

dois meninos com deficiência mental cada um com bola na mãoO aluno PNE necessita de incentivo e estímulo para participar das atividades físicas e não de facilitação nas atividades ou a exclusão. A atividade física deve ser adaptada, respeitando limites e estabelecendo as mesmas regras para todos os alunos. A participação do PNE na atividade física desenvolve a capacidade afetiva, influencia sua saúde, comportamento e personalidade, através do estímulo das funções cognitivas e sensoriais, possibilita a autonomia, a integração e inserção social.

Portadores de Necessidades Especiais no Esporte

dois nadadores com deficiência física na piscina O esporte adaptado pode efetivamente ser um agente fisioterápico na reabilitação social e psicológica. Como é o caso dos jogos paraolímpicos, arco e flecha, atletismo, basquetebol, bocha, ciclismo, equitação, futebol, natação, tênis, voleibol e outros. As atividades físicas e esportivas, competitivas, devem ser orientadas e estimuladas.

Portadores de Necessidades Especiais no Mercado de Trabalho

cadeirante em seu serviço falando ao celular As cotas destinadas aos PNE garantem o ingresso no mercado de trabalho, pois empresas com registros no mínimo cem funcionários devem preencher com porcentagem de 2% a 5% seus cargos, de acordo com o Ministério Público do Trabalho assegurando os diretos previstos na Lei de Cotas. Aspectos como inadequação do ambiente físico, ausência de treinamento, empregadores não dispostos a estimular a capacidade, dificuldades pessoais ou de relacionamento pessoal, como também a não aplicabilidade da lei podem dificultar o trabalho do PNE.

Portadores de Necessidades Especiais no Trânsito

Homem na cadeira de rodas esperando onibusNo trânsito é preciso respeito a todos os PNE que necessitam de apoio, orientação, respeitar as vagas de estacionamento destinadas aos Portadores de Necessidades especiais, atendimento especializado e preferencial.

O desenvolvimento potencial do PNE e a superação ou minimização das adversidades são aspectos possíveis pela inclusão sendo um desafio social, envolve toda a sociedade e conta com as ações de todos.

Mais sobre Portadores de Necessidades Especiais

GD Star Rating
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>