Separação dos pais, o que fazer?

menino cortando papel de forma da familiaO número de divórcios vem aumentando com grande freqüência. Sejam quais forem os motivos da separação dos pais é bem verdade o dano que traz, pois em muitos casos o que motiva a separação é ocorrência de conflitos não adequadamente resolvidos que foram se acumulando ao longo de um tempo e que tornou a união difícil de ser prolongada ou quando não, muitas vezes a separação pode não ser motivada por acontecimentos graves ocorrendo por consenso de ambos os pais.
Filhos podem ser separados dos pais por diversos motivos, mas em todas as circunstâncias a pergunta é, o que fazer? Em virtude de que alguns questionamentos, sofrimentos e sintomas físicos podem ser conseqüentes da separação.
É comum sentir raiva e ter medo de que a vida não mais seja como antes e de fato não será, pois pode ser que devido à separação tenha que se optar por um dos pais, mas também em alguns casos, a separação pode trazer alívio, sendo provavelmente a forma de cessar ou diminuir brigas, neste caso o que mais traz sofrimento é presenciar o desentendimento dos pais e nem tanto a separação.
Tanto pais quanto filhos podem sofrer de alguma maneira e muito. A questão de que, por que isto está acontecendo comigo?-pode vir à mente. E ao se sentir impotente diante deste tipo de situação pode se sentir deprimido, perdendo a esperança na vida.

Separação dos pais na infância

menina loira de olhos azuis chorandoOutra situação é quando a criança com pouca idade tem de se separar da mãe, ou se a separação dos pais acontece na infância, é muito comum se tornar mais sensível e se sentir carente, sentir-se deprimido, pequeno, fraco como também se pode ter raiva, não ter vontade de conversar, brincar e passear.
A separação dos pais pode atrapalhar o rendimento escolar, pois não dá vontade de ir à escola e estudar.
A saúde também pode ser prejudicada sendo então mais suscetível a infecções, anorexia, enurese, insônia, dor de cabeça, de barriga e vômitos.
Quanto menor o tempo de separação mais fácil se recupera os danos causados, mesmo que a partir desta experiência possa se temer a separação a qualquer momento.

Separação dos pais na adolescência

menino apoiando cabeça nos braçosO fato de viver sem um dos pais na adolescência, pode trazer muita raiva e indignação, então pode se ter vontade de não obedecer a regras, de se impor e seguir as próprias opiniões desconsiderando outra opinião.
A distância de um dos pais pode trazer tristeza e saudade devido ao bom relacionamento que mantinham e que vai ficar restringindo devido à separação, sendo os encontros poucos ou inexistentes.
O filho pode ser tornar alvo de queixas e críticas e se sentir culpado pela separação. Muitas vezes tem de assumir uma posição na família de um dos pais, cuidando de irmãos, mantendo a ordem da casa.

Em todas estas situações recomenda-se a realização de terapia psicológica, para que a criança ou adolescente consiga lidar com os diversos sentimentos que tem em relação à separação e também como lidar com as situações que vivenciará após a ausência de um ou de ambos os pais.

GD Star Rating
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>